Não chame o seu achismo de vontade de Deus

21:58:00

Estamos começando a pensar, pelo fato de sermos os tais "carismáticos" e participamos de um grupo de oração "ungido", que somos os "Profetas da Nova Revelação", os "Escolhidos para libertar o povo eleito de Deus", os "Novos Moisés, Isacs e Jacós"
























- Irmão, o Senhor mandou eu lhe dizer que você é o José da minha vida.
- Vá capinar um lote. Você e ele.

Olá, amigos!

Vocês podem ter achado essa resposta muito dura, ou até mesmo "herética". Mas existem pessoas que, infelizmente, não têm senso do ridículo e acabam dando a todos os seus achismos o nome de Vontade de Deus. Dificilmente Deus iria fazer algo assim. Se ele mesmo não gosta de invadir a vida das pessoas, que dirá mandar os outros invadirem dessa forma.

Eu sinto dizer, mas nós, principalmente nós que somos "carismáticos", precisamos ser formados, e muito bem formados na palavra de Deus. Estamos começando a pensar, pelo fato de sermos os tais "carismáticos" e participamos de um grupo de oração "ungido", que somos os "Profetas da Nova Revelação", os "Escolhidos para libertar o povo eleito de Deus", os "Novos Moisés, Isacs e Jacós". Vamos começar a baixar a bola, porque nós estamos longe disso. Cada um de nós. Nós não somos nada disso aí, e olhe lá se somos bons filhos de Deus e bons cristãos, porque, quanto mais eu ando na Igreja, mais eu vejo que dentro dela estão os piores pecadores, e isso não me tira desse grupo.

Precisamos levar a palavra de Deus a sério, a estudar o catecismo da Igreja, a ler a vida dos santos. Não é porque participamos do retiro do final de semana que já somos os donos da verdade, e podemos CRIAR profecias para as pessoas, que podem deixá-las confusas e até tirá-las da Igreja! Sim! Eu conheço pessoas que deixaram de ser cristãs depois do grande trauma de um achismo sob a máscara de profecia. Onde está, portanto, a nossa prudência? 

Sem parar nisso, queremos usar a nossa "conversão", que se deu há seis meses ou um ano, e já pensamos em questionar a Igreja e suas práticas de dois mil anos. Questionamos nosso pároco, que possui uma unção sacramental. Questionamos até o bispo e o papa! Tudo isso em nome de uma tal "renovação do Espírito Santo". Quantas vezes já ouvi pessoas dizendo que a missa, por exemplo, deve ser atrativa, senão os jovens não vão à Igreja. Ora, ora, meus amigos! Os jovens que vão à Igreja buscam algo diferente de tudo o que eles têm lá fora. Senão, por isso mesmo, não iriam à Ela. 

Pegamos os nossos achismos e dizemos que é da vontade de Deus fazermos uma dancinha diante de Jesus Eucarístico, "porque Davi também dançou". Pegamos os nossos achismos e nos sentimos os Todo-poderosos. Ainda não sabemos que somos pó e ao pó retornaremos?

Pois, meus irmãos, peguemos os nossos achismos e os engulamos goela a dentro, esperando ansiosamente a sua excreção. Precisamos é de conversão. Precisamos é de humildade. Precisamos entender que nada somos, e o pouco que temos e somos é graça de Deus. Precisamos parar diante do Senhor, sem aperreios, sem alvoroços, sem inovações e simplesmente perceber que pertencemos a Cristo, vivemos por Ele e a Ele servimos numa Igreja de práticas milenares, as quais não mudarão porque nós chegamos para "inovar". Lembremo-nos: Quem quis inovar foi Martinho Lutero. Causou divisão, criou uma seita e hoje leva milhões de pessoas ao inferno.

São Miguel Arcanjo, rogai por nós!

You Might Also Like

0 comentários

Mais vistos

Curta minha Página no Facebook

Flickr Images